A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais de Faro-Olhão foi inaugurada no passado dia 28 de novembro numa cerimónia que contou com a presença do Ministro do Ambiente, Matos Fernandes. A nova unidade, que dispõe do sistema de tratamento mais avançado a nível nacional, contou com o contributo dos serviços de fiscalização da Prospectiva.

Com a entrada em funcionamento da ETAR Faro-Olhão, foi possível desativar a ETAR Olhão-Poente, que de acordo com as Águas do Algarve, se encontrava já subdimensionada e obsoleta. A nova infraestrutura permite aumentar os níveis de atendimento, melhorando não só a qualidade de vida de cerca de 113 mil habitantes dos concelhos de Faro, Olhão e S. Brás de Portel, mas também a qualidade ambiental da Ria Formosa.

Em causa está uma unidade de última geração, que utiliza tecnologia inovadora para tratamento biológico, baseada em grânulos aeróbicos. Deste modo, será possível evitar os maus cheiros, com uma diminuição do volume de construção, uma redução das emissões de carbono e uma poupança de energia que pode atingir os 40 por cento.

Presente na inauguração, esteve também a equipa de engenheiros da Prospectiva, que acompanharam a empreitada desde o lançamento da primeira pedra, em outubro de 2016, designadamente Ana Mendonça, Bernardino Estevão, Cristina Santos, João Simões, Marco Pacheco e Maria Teresa de Jesus.