A Prospectiva foi escolhida pelo Município de Setúbal para realizar a fiscalização e coordenação de segurança e saúde em obra, no âmbito da empreitada de intervenção da natureza estrutural para evitar derrocadas na encosta do Forte de São Filipe, em Setúbal.  O objetivo é estabilizar as encostas do monumento e garantir a segurança de pessoas e bens, tanto na utilização daquele património como nos espaços e equipamentos envolventes.

Assim, as ações de estabilização passarão essencialmente pela realização de ancoragens definitivas que, por serem elementos ativos que acomodam forças de intensidade considerável, promovem a segurança ao impedir que o movimento de instabilidade ocorra.

Nesta intervenção, que tem um prazo previsto de 270 dias, serão desenvolvidos os seguintes trabalhos:

– Escavação, incluindo saneamento/limpeza da face do talude, remoção de blocos soltos, recorrendo aos meios adequados a cada caso e a cada condicionamento de vizinhança, bombagem e recolha adequada de eventuais águas afluentes;

– Execução das vigas ancoradas, de betão armado, incluindo a realização de plataformas de trabalho;

– Execução de ancoragens definitivas, incluindo a realização de plataformas de trabalho;

– Execução de microestacas, incluindo a realização de plataformas de trabalho;

– Execução de plintos em microbetão, incluindo fornecimento e colocação de ferrolhos para ligação do plinto da cabeça das ancoragens à estrutura;

– Fornecimento e colocação de ferrolhos para ligação do betão de regularização ao maciço;

– Revestimento de betão projetado, por via húmida, em revestimentos provisório e definitivo;

– Implementação de um sistema de monitorização através da instalação de inclinómetros e de piezómetros na encosta, com vista à observação de todos os equipamentos instalados.